Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Geradores elétricos portáteis à combustão - suas utilizações e vantagens

autor: Redação RuralNews
data: 23/05/2018

A eletricidade é uma das maiores necessidades do homem no mundo atual. Só nos damos conta da sua importância quando precisamos dela e não a temos a nossa disposição, seja por um problema no fornecimento da rede pública ou quando nos vemos em um local sem a disponibilidade desta valiosa energia.

Nada funciona sem a eletricidade, seja a iluminação, eletrodomésticos, máquinas de uso doméstico ou profissional, etc. Por este motivo, existem situações nas quais não podemos depender do fornecimento de eletricidade da rede pública, principalmente em atividades longe das grandes cidades. Nestes casos, a utilização de geradores elétricos portáteis é de extrema utilidade. Podemos citar algumas das situações nas quais os geradores portáteis podem ser extremamente úteis: em campings, áreas rurais, barcos, etc.

Devemos ressaltar que, mesmo em regiões com fornecimento de energia elétrica da rede pública, os geradores portáteis podem ser muito úteis. Por exemplo, em casos de necessidade de fornecimento sem interrupção, como para empresas de informática, que precisam manter seus computadores funcionando, mesmo que falte energia. Outro bom exemplo pode ser visto em grandes propriedades, sejam elas no campo ou na cidade, pois não é viável "esticar um fio" por 500m ou 1km, em um pasto ou área verde, para fazer uma máquina elétrica funcionar.

Existem muitos tipos de geradores elétricos disponíveis no mercado e o consumidor deve saber escolher bem o tipo mais adequado, para que não adquira um produto de capacidade inferior à sua necessidade ou que não desperdice dinheiro, comprando um gerador caro e com capacidade muito acima de suas reais necessidades.

Para escolhermos o gerador mais adequado, em primeiro lugar, devemos fazer uma simples operação matemática: quantos watts são necessários para atender às minhas necessidades? Para obtermos essa informação, devemos verificar o consumo de energia dos aparelhos ou lâmpadas que gostaríamos de fazer funcionar com o auxílio do gerador, somando o consumo em watts (w). Por exemplo, se desejamos fazer com que 10 lâmpadas de 100w sejam iluminadas com a energia do gerador, este precisa fornecer uma potência de 1000w. Ainda, se desejamos fazer funcionar 1 lâmpada de 100w e um aparelho cuja potência máxima é de 500w, a nossa necessidade real é de 600w. Entretanto, é sempre bom termos uma "reserva" na potência do gerador, isto é, se a nossa necessidade real for um consumo de 600w, o ideal é adquirirmos um gerador de 900w para que, caso necessário, possamos ligar mais algum aparelho ao gerador.

Outros pontos muito importantes, que devem ser levados em consideração são o consumo (litros/hora), tamanho do reservatório de combustível (gasolina ou diesel) e a autonomia do gerador. Ainda, dependendo da tecnologia do gerador, este poderá ser mais silencioso, ter controle digital e, ainda, um comando computadorizado, inteligente, que permite um melhor aproveitamento da energia produzida, reduzindo os custos com combustível.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb