Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Criação e manejo dos alevinos

autor: Redação Ruralnews
data: 11/10/2017

A produção de alevinos é uma fase de grande importância na piscicultura. Nem todos os criadores se aventuram nesta parte da criação comercial de peixes, preferindo adquirir os peixes jovens e trabalhar somente com o processo de engorda. Entretanto, ao contrário desses criadores, existem outros que se especializam na produção e venda de alevinos, por entenderem ser uma etapa de menor investimento, especialmente com a alimentação.

Para que os melhores alevinos sejam utilizados na criação ou vendidos à criadores para a engorda, o criador de alevinos deve conhecer bem as características desejadas nos alevinos das diferentes espécies de peixes ou, no mínimo, nas espécies disponíveis no seu próprio criadouro. È vital que sejam detectados possíveis problemas ou anormalidades na saúde e conformação dos alevinos, para que não se invista em uma produção de baixo retorno.

Quem adquire alevinos, deve ter um cuidado especial com o transporte dos mesmos para outras propriedades pois nesse trajeto, não pode ser tolerada uma grande mortalidade, sob pena de prejuízos irreparáveis.

O espaço para a criação de alevinos deve ser limitado, podendo ser utilizas redes, divisórias ou mesmo tanques de pequeno volume de água ou pequenas dimensões. Se o criador não dispuser de tanques pequenos, pode realizar o processo de criação de alevinos em tanques-rede, posicionados dentro de tanques maiores. Essa técnica restringe a área para esses alevinos, tornando mais fácil a observação dos cardumes, assim como nos tanques de dimensões reduzidas.

Após serem trazidos para o tanque de criação, os alevinos devem receber alimento de 12 a 24 horas após chegarem ao tanque. O tipo de alimento e a freqüência com que deve ser oferecido, varia de espécie para espécie. Nessa fase, os alevinos devem consumir de 7 a 10% do seu peso em alimentos. Para otimizar o aproveitamento da ração fornecida aos alevinos, devemos oferecê-la, no mínimo, 3 vezes ao dia, sendo o ideal, um número ainda maior de ofertas de alimento, durante períodos curtos como, por exemplo, fornecer a ração a cada um ou duas horas, somente por 5 minutos.

As rações oferecidas podem ser pelletizadas, em farelos ou uma alternância dos tipos. O mais importante, no entanto é tentar atingir a maior taxa de conversão possível, ou seja, a proporção em ração ofertada e o desenvolvimento dos alevinos. Com o passar do tempo, cerca de um mês após o início do processo, podemos iniciar uma triagem e seleção dos peixes, descartando os com menor desenvolvimento e obtendo, assim uma produção de maior qualidade. 

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb