Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Pecuária de corte - um ótimo negócio

autor: Redação RuralNews
data: 14/11/2017

A criação de gado para corte é uma das principais e mais lucrativas atividades de todo o setor agropecuário brasileiro. Com grandes extensões de pastos nativos e cultivados, clima favorável, água, boas instalações, cuidados veterinários de higiene e saúde, o rebanho brasileiro se desenvolveu muito, tornando-se o maior do mundo. Ainda assim, com um demanda crescente, o negócio da pecuária de corte parece absorver tudo que se produz, desde que essa produção seja de qualidade.

Existem várias maneiras do pecuarista trabalhar com a pecuária de corte, pois esta é uma atividade que pode ser desenvolvida em vários "estágios" que compreendem, basicamente, a criação, recria e engorda dos animais. Em alguns casos, os produtores também atuam no próprio abate dos animais, o que é feito geralmente pelos abatedouros especializados.

A criação é a atividade que compreende o processo de reprodução dos animais, cuidados pré e pós natal (durante o período de amamentação) para a produção de bezerros e bezerras e a venda dos bezerros, logo após o desmame. O criador deve possuir os melhores touros, vacas e novilhas, todos em ótimas condições e na melhor idade para e reprodução. Deve ser preocupação constante do criador tentar melhorar, sempre, o padrão dos animais produzidos, através de qualquer método que se faça necessário, como a introdução de melhores animais no rebanho ou a utilização da inseminação artificial.

Após o desmame, inicia-se a segunda fase da produção dos animais de corte, que é a recria, ou seja, o período seguinte ao desmame até a fase adulta ou de término do desenvolvimento do animal, que estará em idade de acasalamento. Em geral (quase sempre) esta atividade é desenvolvida pelos produtores que atuam no processo de criação, a fase anterior já mencionada. É uma fase muito importante pois o bom desenvolvimento dos animais depende dos cuidados dispensados e da alimentação fornecida durante esta fase. Sem que o seu desenvolvimento seja bem feito, o processo de engorda poderá ficar comprometido.

Por último, acontece a fase da engorda, período em que os bovinos são submetidos a uma alimentação específica para ganho de peso, para que produzam mais carne e de melhor qualidade. Nesta fase, deverá ser fornecida uma ração ou regime alimentar apropriado para o ganho de peso e para que a qualidade da carne seja a melhor possível. Os rebanhos de engorda podem ser constituídos de animais adultos, novilhos de mais de 2 anos, bezerros desmamados e garrotes.

O importante para o criador é o planejamento da produção. Não se admite mais criações nas quais os pecuaristas apenas "soltam o gado" no pasto, sem maiores cuidados e sem um controle zootécnico adequado. A qualidade e a produtividade devem ser perseguidas constantemente, através da utilização de diversas tecnologias e do acompanhamento constante da produção, visando obter os melhores resultados. Isso é vital para que o produtor obtenha sucesso com o seu empreendimento pois, atualmente, a concorrência e as exigências do mercado, tanto interno como externo, estão se tornando maiores e apenas os mais capacitados irão conseguir se manter de maneira satisfatória e lucrativa. 

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb