Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Pequizeiro - árvore frutífera de grande valor econômico

autor: Redação RuralNews
data: 05/12/2017

 
O pequizeiro (Caryocar brasiliense) é uma árvore típica do cerrado brasileiro e, com certeza, uma das com maior valor econômico na região, ou seja, com um alto grau de aproveitamento, não só pelos seus frutos, mas pela árvore, como um todo.

Apesar de ser uma árvore de enorme potencial de aproveitamento, ela não alcançou o "status" de árvores como, por exemplo, a carnaúba, no Nordeste. Esta árvore produz frutos redondos, do tamanho de maçãs, com casca esverdeada. Este fruto é chamado de pequi que, em língua indígena da região, significa "casca espinhenta".

O pequi, como já foi mencionado, é redondo, do tamanho de uma maçã, com um caroço espinhoso e tenro. A amêndoa é consumida crua, apesar de poder ser assada. A polpa é branca e mole e, também, pode ser comida crua ou assada.

A família à qual pertence o pequizeiro tem dois gêneros e mais de uma dezena de variedades, que podem ser encontradas nas regiões Norte. Nordeste e Centro-Oeste. A variedade mais comum no cerrado do Centro-Oeste pode chegar a 10m de altura e, por este razão, é uma das maiores árvores do cerrado brasileiro, que apresenta uma vegetação predominantemente rasteira. Entretanto, é comum encontrarmos, nessa região, pequizeiros de pouco mais de 1m de altura.

Na região Norte, entretanto, podemos encontrar variedades muito maiores, com árvores de mais de 20m de altura e um diâmetro que pode chegar até 5m.

O pequizeiro é uma árvore muito versátil, no que diz respeito às suas utilidades, pois dela se aproveita praticamente tudo. As sementes são comestíveis e, normalmente, cozidas com o arroz. O fruto, como já mencionamos, é delicioso e nutritivo. A polpa pode ser usada de muitas maneiras, como, por exemplo, para a produção de licores e sabão. As folhas são aproveitadas para um chá medicinal, que auxilia na regulação do fluxo menstrual. A sua madeira é muito resistente e ótima para a confecção de mourões e cercas. O óleo produzido à partir do pequi é, também, considerado como produto medicinal e utilizado na produção de vários medicamentos e, ainda, é recomendado como tônico ou bálsamo para asmáticos.

Na composição do pequi, encontramos cálcio, fósforo, ferro, cobre, além das vitaminas A, B1 e C. O valor energético, em cada 100g é de 89 calorias.

Devido à sua origem no cerrado, o pequizeiro é melhor adaptado a regiões com pouca chuva ou pouca irrigação. Sua produção é sempre maior em períodos mais secos e, por esta razão, a variedade do cerrado também pode ser cultivada em algumas regiões mais secas do Nordeste. No entanto, durante o período de germinação, é necessário que façamos uma irrigação, caso não haja um volume adequado de chuvas. A frutificação, no cerrado, acontece entre janeiro e abril. Desta forma, podemos dizer que o cultivo do pequizeiro é simples e acontece com facilidade, desde que não haja falta de água nos primeiros meses de existência da planta.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb