Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

As vias de acesso à propriedade rural

autor: Redação RuralNews
data: 07/04/2016

O proprietário rural precisa se preocupar com muitas variáveis que podem influenciar a rentabilidade e a capacidade produtiva de seus negócios. Sob este prisma, a qualidade e a funcionalidade das vias de acesso à propriedade são de extrema importância. As estradas principais (asfaltadas) e as de terra (dentro ou fora da propriedade), que chegam até a o sítio ou fazenda são responsáveis pela entrada de material e pelo escoamento da produção, seja ela agrícola ou pecuária.

Imagine o prejuízo que uma estrada de terra intransitável, pode causar ao produtor que tem que despachar rapidamente seus produtos perecíveis, sob pena de perder todo um carregamento. Isso acontece, muitas vezes, devido a estradas de terra danificadas pelas chuvas e que impedem a passagem dos veículos que transportariam a produção, mesmo caminhões. Algumas vezes, apenas os animais e tratores são capazes de passar por alguns trechos.

Esta é uma preocupação que o agricultor ou pecuarista deve ter para que, antes do período das chuvas, verifique o estado das estradas próximas à sua propriedade rural e certifique-se que possam agüentar fortes chuvas, por exemplo. É claro que a conservação de estradas fora das propriedades é de responsabilidade da prefeitura municipal mas, caso esta não esteja atuando como deveria, o produtor deve tomar as medidas que forem necessárias para garantir o acesso à sua propriedade e o futuro escoamento da produção.

As verificações que devem ser feitas regularmente, principalmente no período que antecede a época das águas, são as seguintes:


- o estado das pontes de madeira, no percurso que leva à estrada asfaltada;

- se a estrada de terra, dentro e fora da propriedade, está em bom estado, sem grandes buracos ou ondulações (costelas) que possam formar grandes atoleiros;

- se não há sinal de barrancos que possam despencar sobre a estrada, em caso de chuva forte.

As medidas para se evitar problemas decorrentes da má conservação das vias de acesso são as seguintes:

- A estrada dentro da propriedade é de responsabilidade única do produtor rural, que deve mantê-la perfeitamente transitável através de terraplanagem e colocação de cascalho. As pontes de madeira dentro da propriedade também devem ser reforçadas, se necessário, de acordo com o estado da madeira. Os barrancos que possam vir a despencar, devem ser contidos. Para isto, em cada caso, haverá um tipo de obra diferente a ser executada.

- A estrada de terra que fica fora do sítio ou fazenda é de inteira responsabilidade da prefeitura municipal. Caso o produtor rural verifique problemas, deve procurar a prefeitura e pedir por obras imediatas. Para que o pedido surta mais efeito, todos os vizinhos que se utilizam daquela via devem fazer uma solicitação conjunta. A estrutura e a força das cooperativas regionais podem ajudar bastante.

- Caso a prefeitura não cumpra o seu papel, deve ser montado um esquema de emergência onde os proprietários rurais que se utilizam daquela via dividam os custos de alguns reparos mais emergenciais. Até mesmo a contratação de máquinas para reparar a estrada e "cascalhar" os trechos mais críticos são custos que podem ser rateados.

O que não deve ser esquecido é que a manutenção das vias de acesso é uma medida de grande interesse para os produtores rurais e que, em caso de necessidade, deve ser executada pelos próprios usuários.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb