Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Balança comercial dos agronegócios tem saldo de US$ 4,09 bilhões

autor: Nara Guimarães - Instituto de Economia Agrícola
data: 22/06/2015

De janeiro a maio de 2015, as exportações do Estado de São Paulo1 somaram US$17,81 bilhões (23,8% do total nacional) e as importações2,US$ 28,14 bilhões (36,5% do total nacional), registrando um deficit de US$10,33 bilhões. Em relação a janeiro-maio de 2014, o valor das exportações paulistas diminuiu 13,0% e o das importações, 19,3%, com queda no deficit comercial (-28,3%) (Figura 1). Comparando-se janeiro a maio de 2015 com igual período de 2014, a queda nas exportações paulistas (-13,0%) ficou abaixo da média brasileira (-17,1%); nas importações, o decréscimo em São Paulo (-19,3%) foi maior do que no Brasil (-18,9%). Assim, na conjunção dos desempenhos das exportações e importações, o deficit da balança comercial paulista registrou queda de 28,3%, enquanto o deficit da balança comercial brasileira diminuiu 52,5%.


 

 

O agronegócio3 paulista apresentou exportações decrescentes (-12,9%), atingindo US$6,35 bilhões; as importações setoriais caíram menos (-12,1%), somando US$2,26 bilhões, resultando em diminuição de 13,3% no saldo comercial em relação aos cinco primeiros meses de 2014, atingindo US$4,09 bilhões (Figura 2).


 

Há que se destacar que as importações paulistas nos demais setores - exclusive o agronegócio - somaram US$25,88 bilhões para exportações de US$11,46 bilhões, gerando um deficit externo desse agregado de US$14,42 bilhões. Assim, conclui-se que o deficit do comércio exterior paulista só não foi maior devido ao desempenho do agronegócio estadual, cujo saldo se manteve positivo, embora decrescente.


A participação das exportações do agronegócio paulista no total do estado subiu 0,1 ponto percentual, enquanto a participação das importações aumentou 0,6 ponto percentual na comparação do período janeiro-maio de 2015 com o de 2014 (Figura 3).


A balança comercial brasileira registrou deficit de US$2,31 bilhões de janeiro a maio de 2015, com exportações de US$74,70 bilhões e importações de US$77,01 bilhões. O deficit comercial diminuiu em função de queda nas exportações (-17,1%) e nas importações (-18,9%) (Figura 4).

 

 



De janeiro a maio de 2015, as exportações do agronegócio brasileiro diminuíram 13,6% em relação a igual período do ano anterior, atingindo US$34,13 bilhões (45,7% do total). Já as importações do setor caíram mais (-15,7%), também na comparação com o período de janeiro a maio de 2014, somando US$6,00 bilhões (7,8% do total). O superavit do agronegócio em janeiro-maio de 2015 foi de US$28,13 bilhões, sendo 13,1% inferior ao do mesmo período do ano passado (Figura 5).


 

Portanto, o comércio exterior brasileiro só não foi muito mais deficitário devido ao desempenho do agronegócio, uma vez que os demais setores, com exportações de US$40,57 bilhões e importações de US$71,01 bilhões, produziram no período um deficit de US$30,44 bilhões.

A participação do agronegócio nos totais do país aumentou em termos das exportações (+1,8 ponto percentual) e também com relação às importações (+0,3 ponto percentual) (Figura 6). 

A participação paulista no total da balança comercial brasileira aumentou em termos das exportações (1,1 ponto percentual) e caiu no tocante às importações (-0,2 ponto percentual) (Figura 7).

 

 

Em relação ao agronegócio brasileiro, as exportações setoriais de São Paulo no período janeiro-maio de 2015 representaram 18,6%, ou seja, 0,1 ponto percentual a mais que nos cinco primeiros meses de 2014, enquanto as importações representaram 37,7%, percentual superior ao verificado no ano passado (+1,6 ponto percentual) (Figura 8).


« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb