Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Desplumagem de gansos

autor: Dr. Márcio Infante Vieira
data: 10/05/2019

As penas dos gansos tem grande aceitação, alcançando bons preços. Devem ser tiradas a seco e com cuidado, para que obtenham bom valor de mercado.

No animal morto elas devem ser arrancadas antes que a carcaça esfrie: é a depenação. A desplumagem, isto é, o arranchamento das penas da ave viva, não é dolorosa como pode parecer, desde que seja executada na ocasião oportuna e de maneira correta, isto é, na época da muda, quando as penas saem facilmente, pois iriam cair sozinhas.

Nas aves adultas, a desplumagem pode ser realizada três vezes por ano e, em geral, nos meses de novembro, janeiro e março, mas só deve ser executada quando os filhotes já não precisem mais do calor das mães.

É preciso não desplumar muito tarde, para que haja tempo de as novas penas nascerem, para abrigarem as aves do frio do inverno.

Os gansos jovens já podem ser desplumados depois que “cruzam”, isto é, depois que as penas grandes de suas asas se encontram sobre as costas, o que acontece aos dois meses de idade.

A desplumagem só deve ser feita quando as penas estão “maduras”, porque se desprendem com facilidade. Não estando “maduras” as penas, em geral, “bicham”.

Os animais de engorda e os gansinhos destinados ao corte, não devem ser desplumados.

Para desplumar, a primeira providência é lavar os gansos e deixa-los secar em lugar limpo, para que não se sujem novamente.

Devem ser arrancadas, em primeiro lugar, as penas do peito e flancos, mas poucas de cada vez e no sentido de sua direção deixando, porém, as que ficam debaixo das asas porque essas se apoiam nelas e ficariam “caídas” se elas fossem arrancadas.

Para a penugem é feito da mesma maneira e ela não deve ser toda arrancada, para que as aves não sintam frio.

Despois de desplumadas, as aves não devem se molhar e é preciso que fiquem nos abrigos, protegidas dos ventos, chuvas e frio.

 Após serem arrancadas, as penas e penugens devem ser postas para secar em qualquer lugar quente e arejado.

Para que se conservem melhor, é aconselhado que sejam colocadas em bolsas ou sacos e postas a secar em forno não muito quente. Este método faz com que fiquem mais leves, mas mata todos os insetos e parasitas e melhora suas condições de conservação.

Depois de secas, devem ser batidas com uma varinha, para que se desprendam a poeira, membranas e peles que envolvem os canudos.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb