Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

O melão

autor: Redação RuralNews
data: 08/05/2018

O melão é a fruta produzida pelo meloeiro (Cucumis melo L.), planta de origem asiática. Seu fruto é muito apreciado no Brasil e no mundo, tendo uma ótima aceitação e consumo em todo o Brasil. Parte da produção brasileira é destinada à exportação, principalmente para países europeus, durante a época do ano em que o clima não permite o cultivo do melão, devido ao frio do inverno europeu. As vendas para a comunidade européia se intensificam no período de dezembro a março, apesar de ocorrerem durante todo o ano devido à boa aceitação desse produto.

Existem diversas variedades de melões, sendo que os mais cultivados no Brasil são os de origem espanhola, o valenciano amarelo. O fruto desta variedade é redondo, ligeiramente alongado, com casca amarela e pesa cerca de 2kg. Sua composição média, em cada 100g apresenta 25 calorias, 0,5g de proteínas, ferro, cálcio, fósforo, vitaminas A, B1, B2 e cerca de 30mg de vitamina C.

Devido à sua origem, o meloeiro á uma planta que se desenvolve melhor em regiões de temperatura mais elevada, entre 25 e 32ºC. Com isso, a região Nordeste destaca-se na produção desta fruta, pois apresenta as condições climáticas mais adequadas. Apesar disso, os produtores precisam se preocupar com as temperatura muito elevadas, acima dos 35ºC, pois a frutificação pode ser comprometida.

O melão é capaz de absorver facilmente a umidade do ar e do solo. Quando isso acontece, o teor de açúcar fica diminuído. Por esse motivo, em regiões com baixa umidade no ar e com poucas chuvas, o melão obtido será mais doce, com um teor de açúcar elevado. Desta forma, a região Nordeste do Brasil leva mais esta vantagem, pois os frutos lá produzidos são muito doces e bastante apreciados não só no Brasil mas nos locais para onde são exportados, como a Europa.

Em regiões de clima quente durante todo o ano, como na região Nordeste, o plantio pode ser feito em qualquer época. Nas regiões com inverno mais frio, o plantio deve ser feito de agosto a novembro. Um cuidado muito importante é não fazer a semeadura durante épocas muito chuvosas, pois isso deixará os frutos mais "aguados", com baixo teor de açúcar.

O meloeiro se desenvolve melhor em solos arejados, leves, soltos, franco-arenosos e com pH de 6,4 a 7,2. Não deve ser cultivado em solos ácidos. Nestes casos, deverão ser feitas as devidas correções para que possa ser viabilizado o plantio. O plantio é feito em solos pré-irrigados, em covas de 30x30x30cm, com espaçamento de 1,5x2m, utilizando-se de 3 a 5 sementes por cova, sendo 3 o número mais usual.

Os tratos culturais consistem em desbastes de folhas e a retirada de plantas das covas, para que se deixe apenas uma. Depois, há o chamado desbaste dos frutos, através do qual se retira frutos defeituosos ou em excesso, para que os restantes tenham um desenvolvimento dentro dos padrões de qualidade desejados. Em alguns casos, os agricultores colocam camas de palha, para proteger os frutos do contato direto com o solo ou com a cobertura morta. Isso é feito quando os frutos alcançam 10cm de diâmetro. Esse procedimento, conhecido como calçamento do fruto, visa protegê-lo das podridões. Para a rotação de culturas, que é uma prática muito indicada na cultura do melão, recomenda-se o tomate, o pimentão e a couve, entre outras.
 
As principais doenças que atacam esta cultura são o cancro-das-hastes, o mosaico, antracnose e a sarna. As pragas mais comuns são as lagartas, besourinhos e pulgões. Para que se faça uma prevenção e um combate adequado contra pragas e doenças, o agricultor deverá ser orientado por um técnico especializado.

A colheita é feita quando os frutos estão maduros, o que acontece cerca de 100 dias após a semeadura. O início da colheita pode ser feito após 80 dias da semeadura, dependendo da variedade e estende-se por 4 semanas. A produção obtida, por hectare, varia de 12 a 18 toneladas de frutos, anualmente, de acordo com a variedade, região e cuidados.
 

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb