Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Porcas desmamadas mantidas em lotes até o início da gestação

autor: Redação RuralNews
data: 05/01/2016

As vantagens e as desvantagens de as porcas adultas permanecerem sós ou em lotes, inclusive logo após a desmama, variam bastante, de acordo com as circunstâncias ou uma série de fatores. Quando, por exemplo, elas são mantidas separadas e logo após a desmama são reunidas em um só lote, começam logo a brigar para que se organizem, formando uma hierarquia ou uma ordem social. Essas brigas, naturalmente, provocam o aparecimento de estresse nas fêmeas e que, quando não é muito intenso, pode ser até mesmo benéfico, pois estimula as funções reprodutivas.
 
Quando, porém, o estresse é acentuado, pode provocar depressões, mais ou menos intensas, lesões e até mesmo uma semi-inanição. O principal causador desse estresse nas porcas colocadas em lotes, como já foi mencionado, são as brigas que ocorrem entre elas. Essas brigas podem ser mais ou menos freqüentes e violentas, de acordo com as condições a que essas fêmeas são mantidas nos lotes. Por exemplo, se a área for muito restrita, o espaço para a alimentação pequeno e a quantidade de alimentos não for adequada, as brigas serão mais comuns e violentas e, consequentemente, o estresse será maior.
 
Por esses motivos, os animais devem dispor de bastante espaço e de uma alimentação adequada, em qualidade e quantidade. Quando a área para a alimentação for pequena em relação ao lote de animais, a competição entre eles será muito grande, trazendo sérios prejuízos pelos danos aos quais os animais estarão sujeitos.
 
Além do próprio estresse, haverá, também, o desperdício de alimentos. Isso, naturalmente, vai se refletir sobre a capacidade de reprodução dessas fêmeas. Nos casos, porém, das áreas destinadas às fêmeas serem amplas, satisfazendo as suas necessidades, além dos alimentos serem satisfatórios, o criador certamente obterá uma produtividade maior por fêmea, trazendo maiores lucros.
 
Nessas circunstâncias o estresse será bem menor, o que influenciará de maneira positiva na reprodução dos animais, inclusive no aparecimento do cio, que poderá ser mais facilmente detectado quando elas estão em grupos. Isso ocorre porque quando as fêmeas estão no cio, sobem sobre as outras.
 
Outra forma de detectar o cio é a presença do cachaço, pois as fêmeas começam a deixar serem montadas por eles. Manter as porcas em lotes tem a vantagem de permitir que, no inverno, elas se juntem, até mesmo se "amontoando" e, com isso, ficando mais protegidas contra o frio. As fêmeas só devem ser colocadas juntas, formando lotes, quando lhes forem proporcionadas todas as vantagens e comodidades para se alimentarem e se alojarem para descansar e dormir.
 
Quando forem formados os lotes, eles devem ser mantidos bem protegidos contra a entrada de animais estranhos, pois isso provocaria ainda mais brigas, até a expulsão do "intruso". Devemos manter sempre as mesmas fêmeas no lote, sendo dele separadas apenas quando for comprovada a sua gestação, 3 semanas após a cobertura ou da implantação dos embriões.
 
Três semanas após a fêmea ser acasalada ou inseminada artificialmente, sendo comprovado que ela entrou em gestação, caso a porca não conceba, devemos repetir os acasalamentos ou a inseminação artificial, assim que ela entrar no cio seguinte.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb