Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Secagem e beneficiamento do arroz

autor: Redação RuralNews
data: 05/05/2016

Para conseguir obter um produto de alta qualidade, com bom valor comercial, o produtor de arroz deve tomar certos cuidados para que o processo de secagem e beneficiamento ocorram sem problemas. Para tal, a primeira ação a ser tomada é fazer a colheita em dias de sol. Em plantações onde a colheita coincida com a época das chuvas, o arroz deve passar por secadores solares.

Quando a colheita é feita de forma manual, depois de cortados, os cachos devem ser colocados para secar ao sol, em camadas de até 6cm, devendo ficar expostos por um período de 4 dias. No entanto, a temperatura dos grãos deve ser constantemente monitorada, pois no caso de serem utilizados na próxima semeadura, a temperatura destes não deverá ultrapassar os 43 ºC, pois poderá prejudicar a germinação. Este cuidado, no entanto, só é realmente necessário com a parcela destinada à produção de sementes.

Existem vários métodos para o tratamento do arroz, desde aqueles que utilizam máquinas para a secagem e o beneficiamento, até o tratamento mas arcaico e simples, originário e até hoje muito usado na Ásia, no qual os grãos ficam encharcados por 24 horas e depois são colocados para a secagem, ao sol.

No caso da utilização de máquinas, destinadas à secagem, o produtor deve tratar os grãos, antes de colocá-los no processo de secagem artificial, com altas temperatura. Caso este tratamento, que consiste na imersão dos grãos em água, não seja devidamente executado, ocorrerão quebras e gessamento do arroz. Gessamento é uma característica que o arroz apresenta quando este fica opaco e branco.

Existem máquinas, utilizadas em algumas regiões do País, que fazem uma "secagem rápida", submetendo os grãos a temperaturas de mais de 300 ºC. Este sistema pode apresentar alguns inconvenientes, como um alto índice de gessamento.

O método mais utilizado para a secagem e beneficiamento é a imersão dos grãos em água, durante um certo tempo, e depois colocados em máquinas de secagem rápida, com temperaturas de, no máximo, 150 ºC. A temperatura da água na qual os grãos são imersos pode variar, de acordo com o processo, podendo estar na temperatura ambiente ou, de preferência, aquecida a temperaturas que não deverão superar os 60 ºC. Esta imersão deve ser feita por um período de 48 a 72 horas.

Após o processo de secagem rápida, o arroz deve ser resfriado para que, depois, seja feito o beneficiamento.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb