Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Manejo do gado leiteiro

autor: Redação RuralNews
data: 25/04/2016

O manejo dos animais são as práticas que o criador adota para manter e explorar o seu rebanho, entre as quais temos o controle da reprodução, a criação, a alimentação, a seleção, etc.

Quando o objetivo do criador é a produção de leite, ele deve possuir vacas puras de raças leiteiras ou mestiças selecionadas, por sua maior produção ou produtividade.

Um rebanho leiteiro é formado por:

- touros;

- vacas em lactação;

- vacas que não estão produzindo leite, as chamadas "vacas secas" que, normalmente, já entraram em gestação;

- novilhas, também em gestação;

- novilhas que ainda não foram acasaladas;

- bezerras.

As bezerras

De acordo com o tipo ou nível da criação e da produção de leite, a cria recém-nascida pode ter tratamentos diferenciados. Ela deve ser mantida com a mãe para que, por ainda ser indispensável, nela mame o colostro e depois o leite, até à sua desmama. Pode, também, ser separada da mãe, após receber o colostro e ser alimentada em baldes ou "bicos", também até a desmama, mas com uma alimentação suplementar, para que beba menos leite.

Esta prática apresenta bons resultados, ou seja, maiores lucros para os criadores, devido ao barateamento da alimentação, pois os outros alimentos que as bezerras recebem são bem mais baratos do que o leite. Além disso, é adotada, também, a desmama precoce.

Cria e recria

A manutenção, ou seja, a cria e recria das bezerras é de grande importância sendo necessária uma seleção rigorosa, sob o aspecto zootécnico.

Para que os resultados sejam satisfatórios, devemos tomar alguns cuidados, entre os quais, proporcionar-lhes as melhores condições sanitárias, fornecer-lhes água limpa, fresca e à vontade, bem como mantê-las em creches ou pequenas baias individuais ou coletivas, próximas ao local das ordenhas e nunca em locais fechados, pouco ventilados, escuros ou úmidos. Elas devem ser mantidas, ainda, em lotes o mais homogêneos, no que diz respeito às suas idades e tamanhos.

Nas duas primeiras semanas de vida, elas devem tomar leite 2 vezes ao dia e à partir da terceira, somente uma vez. Uma ração balanceada, feno ou pastagens, também devem ser dadas às bezerras, desde a sua primeira semana de vida. Elas devem ter sempre à sua disposição, forrageiras como os fenos.

Quando criadas a campo, devem ser mantidas em pastagens de boa qualidade, de preferência de leguminosas, além de disporem de um abrigo coletivo ou de baias, abrigos ou casinhas individuais.

A desmama deve ser feita quando as bezerras atingem entre 45 e 50 ou 60 dias, quando elas alcançam, normalmente, um peso acima de 60kg.

Importante, também, é obedecer um esquema de vacinações e de vermifugações, indicadas de acordo com as rotinas e as necessidades, que podem variar de acordo com a região do País.

Recria

Após a desmama, as bezerras devem continuar a receber rações concentradas, além de continuarem a ter acesso a boas pastagens. Contudo, à medida em que vão se desenvolvendo e aumentando de peso, podem ser transferidas para pastagens de menor qualidade e, depois, à partir do quarto mês de idade, passam a receber a mesma ração fornecida às vacas. Nesse período, os cuidados sanitários são ampliados, com um controle rígido dos parasitas externos e internos, além do esquema de vacinações.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb