Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Reprodução e cuidados com a saúde dos ovinos

autor: Redação RuralNews
data: 05/09/2017

 
Para que o criador obtenha melhores resultados na sua criação de ovinos, é preciso que compreenda bem o processo de reprodução desses animais e saiba utilizar-se dos melhores métodos, para obter uma produção maior e com boa produtividade.

Como na criação de outros animais, o processo de reprodução dos ovinos pode acontecer através de monta livre, monta controlada ou pela inseminação artificial. O aproveitamento obtido nesses três sistemas é bem diferente, principalmente no que se refere à inseminação artificial. Na monta livre, utiliza-se 1 macho para cobrir 30 fêmeas, enquanto que na monta controlada é necessário 1 macho para um número de 50 a 80 fêmeas, podendo chegar, até mesmo, a 120 fêmeas para cada macho se o controle do acasalamento for bem feito.

A monta livre é o simples acasalamento, livremente, que acontece no pasto ou em regime de liberdade. Na monta controlada ou dirigida, o macho é preso no piquete e a fêmea no cio é levada para a cobertura, ficando juntos por um período de até 36 horas, que é a duração do cio. Para se obter um aproveitamento maior do macho, este deve ser separado da fêmea após uma única cobertura. A melhor época do ano para os acasalamentos é de dezembro a março, para que obtenhamos as crias nos meses mais frios, entre maio e agosto, pois o período de gestação dos ovinos é de, aproximadamente, cinco meses.

Após o nascimento, normalmente de 1 a 2 filhotes, devem ser tomados os cuidados com o cordão umbilical (deve ser cortado e desinfetado com iodo) e com a higiene dos animais. A utilização de repelentes contra insetos pode ser aconselhável.

Saúde

Os ovinos devem ser vacinados, principalmente, contra a febre aftosa, raiva, pneumoenterite, carbúnculo sintomático e carbúnculo hemático. Outro cuidado que deve ser tomado para evitar doenças e, consequentemente, prejuízos, é a realização de exames anuais para detectar a presença da tuberculose e da brocelose.

A vermifugação deve ser iniciada aos 2 meses de idade e repetidas a cada 3 ou 4 meses. Este processo não deve ser descuidado, pois as verminoses são um grande problema na criação de ovinos.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb