Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Técnicas e condições para a reprodução dos ovinos

autor: Redação RuralNews
data: 21/05/2019

 
Os ovinos apresentam a sua maturidade sexual dos 8 aos 10 meses de idade, mas só ficam totalmente prontos para o processo reprodutivo, sem restrições, dos 18 aos 30 meses. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, quando um animal apresenta a maturidade sexual mais cedo, ou seja, quando é muito precoce, isso não é um bom sinal por dois motivos: em primeiro lugar, o início da maturidade sexual está ligado à longevidade do animal, isto é, quanto mais tarde ele entrar nessa fase, mais viverá. Em segundo lugar, os animais que apresentam a função sexual prematuramente não têm um desenvolvimento normal, principalmente as fêmeas pois, ao se reproduzirem, darão aos fetos material que seria utilizado para o seu próprio desenvolvimento.

Para que seja feita a reprodução, as ovelhas devem estar no cio, que aparece do sétimo ao décimo mês, durando de um a dois dias, e se repete a cada 16 a 18 dias. Em alguns casos, o cio pode acontecer em intervalos menores, quando há a presença de carneiros. Como já mencionamos, a função sexual não deve ser realizada antes dos 18 meses, portanto, os criadores devem evitar, se possível, o contato entre machos e fêmeas, antes desse período.

Em criações extensivas, os acasalamentos ou montas acontecem livremente, sem interferência do criador. Já nas criações intensivas, todo o processo reprodutivo deve ser controlado e acompanhado de perto pelo criador e tratadores. Essa prática aumenta bastante a produtividade da criação, a qualidade dos animais e as condições de saúde e desenvolvimento.

Nas criações intensivas, deve haver um controle rigoroso das fêmeas que estejam prontas para a reprodução e para a monta, para que aconteça o acasalamento no momento mais propício e entre animais previamente escolhidos.

A idade dos reprodutores é um fator vital para o bem desempenho do processo de reprodução. Desta forma, devemos escolher animais que estejam acima dos 18 meses de idade e, além disso, não devemos utilizar, principalmente fêmeas, com mas de 6 anos de idade.

Como sabemos, o método intensivo de criação apresenta melhores resultados produtivos e uma das razões para isso é que os criadores separam os machos das fêmeas, colocando-os juntos apenas para os acasalamentos. Essa prática apresenta muitas vantagens, pois os machos não montarão em fêmeas que não estejam prontas, além de diminuir o estresse, que é natural, quando machos e fêmeas ficam por um longo período juntos. No Brasil, a época mais propícia para colocarmos os machos e fêmeas juntos, para que haja a procriação, é durante os meses de verão e de outono, para que as parições aconteçam entre o outono e a primavera.

A quantidade de carneiros utilizados em um rebanho varia de acordo com o sistema de criação e tamanho das pastagens. De uma maneira geral, a proporção é de um carneiro para cada 25 a 30 ovelhas. Além disso, dependendo do tamanho da criação, os reprodutores não devem ser colocados todos de uma só vez, pois essa medida pode acarretar problemas como brigas entre eles e uma diminuição do número de ovelhas fecundadas. Por essa razão, deve haver um "rodízio" de machos, que devem ficar cerca de 10 dias com as fêmeas e, depois, serem substituídos por um outro grupo.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb