Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Suínos - gestação, parto e aborto

autor: Redação RuralNews
data: 20/05/2019

Gestação

Gestação ou prenhez é o período que vai desde a fecundação até o parto. Na porca, a gestação dura, em média, 115 a 120 dias, ou seja, 3 meses, 3 semanas e 3 dias, embora haja casos de até 140 dias ou partos prematuros de 108 dias.

Quando em gestação, a porca se alimenta melhor, melhora de aspecto, engorda com facilidade e fica mais tranqüila.

Depois do segundo mês de gestação, todo o sistema mamário entra em atividade e as mamas ficam bastante aumentadas. Por elas, o criador pode saber quando o parto está próximo porque a porca fica amojando, isto é, suas mamas ficam bem aumentadas e túrgidas.

Durante esse período, as porcas devem receber água fresca e limpa, alimentos verdes, ração balanceada e sais minerais, pois sua alimentação deve ser rica em proteínas e minerais para a formação do feto. As porcas que recebem uma ração balanceada e que contenham os elementos essenciais, produzem leitões maiores e mais sadios ao nascerem.

É preciso, porém, que elas não engordem demais pois isto prejudica a sua produção de leite e dificulta o parto.

As porcas podem dar 2 ninhadas por ano mas o melhor seria que dessem crias 3 vezes em 2 anos, para que tenham um período de descanso, principalmente nas criações feitas em regime de campo.

As porcas em gestação devem permanecer separadas das "solteiras" para evitar brigas e acidentes e quando ficam amojadas, devem ser separadas das outras, ficando em um local que haja palha suficiente para que façam um bom ninho.

Parto
 
O parto é o ato do nascimento dos filhotes, após o período de gestação. A partir do terceiro mês, as porcas vão ficando mais pesadas, mais lentas, suas mamas ficam túrgidas, sua vulva aumenta, ficando maior, o chamado "cachimbo". Seus flancos afundam e elas começam a fazer o ninho.

Não deve haver muita palha para que os leitões não fiquem por baixo dela, arriscando-se a serem esmagados pela porca ao se deitar. Antes do parto, 3 a 4 dias, suspender a ração: água à vontade, muito verde e não dar ração no dia do parto. Cinco a dez dias antes do parto, deve-se lavar bem a porca, com água e sabão e levá-la para a "maternidade" já preparada com palha e isolada dos outros animais.

O parto é geralmente normal, durando de 1 a 4 horas. As porcas não devem ser incomodadas e o criador só deve intervir no parto em caso de necessidade ou para fazer a remoção da placenta, que sai 1 hora depois do último leitão, evitando que as porcas a comam, o que poderá faze-las comer também os leitões.

Depois de terminados os trabalhos de parto e quando os leitões já estão mais "espertos", deve ser feito o tratamento dos seus umbigos, com a aplicação de tintura de iodo, por exemplo, e o corte do cordão umbilical, para que fiquem com apenas 2 a 3 centímetros.

As porcas devem ter sempre à sua disposição água fresca e limpa. A primeira ração só lhes deve ser fornecida 24 horas depois do parto.

Com 15 dias, o leitão deve ter o dobro do peso com que nasceu. Quanto maior o número de leitões, menor será o peso de cada um.

Aborto
 
É a expulsão do feto antes do seu completo desenvolvimento, o que raramente acontece com as porcas, principalmente quando são bem tratadas.

Entre as causas que podem produzir o aborto nas porcas, destacam-se algumas doenças como a brucelose ou aborto epizoótico, a febre aftosa, além de choques causados por brigas, ferimentos, traumatismos e alimentos estragados (intoxicações).

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb