Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Desmame precoce dos leitões

autor: Redação RuralNews
data: 28/03/2016

Muito empregada em diversos países, principalmente nos Estados Unidos e alguns países europeus, a desmama precoce apresenta vantagens, em determinadas situações. No Brasil esta técnica já é empregada com sucesso em muitas criações comerciais. Este procedimento se baseia no fato de que os leitões, quando são separados da mãe ainda muito novos, ficam menos sujeitos a infecções ou infestações por vermes, principalmente transmitidos pela própria mãe e se desenvolvem melhor e mais rapidamente. 

A desmama precoce, com 7 a 16 dias permite, portanto, que os leitões não sejam atacados por determinadas doenças, que lhes poderiam ser transmitidas pela porca. Esta técnica possibilita, ainda, que as porcas tenham um maior número de ninhadas por ano, desde que submetidas a um manejo adequado, pois não interfere com os mecanismos do cio, da concepção e da gestação, antes de 10 dias após a desmama.

Apesar do fato de que a utilização da técnica da desmama precoce pode aumentar o número de ninhadas obtidas em um ano, há uma tendência de diminuição do número de leitões por ninhadas, fato esse relacionado à precocidade de desmamas anteriores, reduzindo-se assim a vantagem potencial do número de desmamados por fêmea/ano, obtidos pelo emprego da desmama precoce.

Para o leitão desmamado antes de atingir três semanas de vida, é necessário um controle rigoroso de saúde, tornando-se indispensável um ambiente bem melhor, principalmente em relação à temperatura, à umidade e à ventilação, o que exige um investimento de capital adicional, para adaptar as instalações já existentes ou para a construção de novas instalações especiais para leitões desmamados precocemente.

Além disso, sem dúvida alguma, o leitão desmamado precocemente exige um melhor manejo do que o leitão desmamado no período normal que, como já foi mencionado, é de três semanas.

A desmama precoce é um procedimento técnico que pode e deve ser utilizado nas criações de suínos, sempre que contribua para o aumento da produção ou da produtividade da criação. Devemos deixar bem claro que não é um procedimento que deva ser utilizado sempre, indiscriminadamente, em todas as criações de suínos.

Sua vantagem principal baseia-se na premissa de que, com esta técnica, os leitões podem ficar mais saudáveis, pois não sofrem tanto com possíveis contaminações oriundas de suas mães e além disso permite o aumento do número de ninhadas por ano. Entretanto, como já mencionamos, o número de leitões por ninhada torna-se menor e, por esta razão, devemos analisar bem as possibilidades de ganho ou perda, antes de adotarmos este sistema.
 
Podemos, ainda, trabalhar com desmama precoce em um pequeno grupo de animais, utilizando-os como um grupo de controle, através do qual possamos obter uma comparação com o sistema tradicional, dentro da própria criação.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb