Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Como escolher os coelhos reprodutores

autor: Redação RuralNews
data: 06/04/2016

A seleção ou escolha dos machos reprodutores é um procedimento de grande importância, pois são eles que irão transmitir suas características à descendência, deles dependendo a melhoria da criação, quer sob o ponto de vista racial, quer sob o aspecto da produção. Naturalmente que da fêmea também depende, em grande parte, o sucesso da criação. 

O que nos interessa nos reprodutores é verificar se são bons "raçadores", isto é, se transmitem suas boas qualidades à descendência e se eles se manifestam como homozigotos.

Para que seja feita uma boa escolha, devemos escolher reprodutores de acordo com as seguintes regras gerais:

- que sejam puros, de raças aperfeiçoadas ou tipos especiais para uma determinada produção e também para características étnicas e morfológicas de capa, conformação, peso, rusticidade, precocidade, etc., de acordo com os padrões exigidos;

- sejam sadios, vivos, pêlos brilhantes, fortes, em bom estado de nutrição e musculosos, sendo exigido do macho um mínimo de fecundidade e das fêmeas, que concebam;

- tenham idade conveniente, não sendo nem muito novos e nem muito velhos, para que possam ser utilizados com o máximo aproveitamento e durante o maior tempo possível;

- sejam bem conformados, com acentuadas características sexuais e da sua especialização e, quando já utilizados, que suas aptidões sejam comprovadas através de um controle prévio;

- devem ser provenientes de ninhadas numerosas, de 7 a 8 láparos, no mínimo;

- de preferência, sejam conhecidas as características de seus ascendentes, pois maiores serão as possibilidades de as crias corresponderem ao desejado.

Como base para uma boa seleção, podemos levar em conta, ainda, animais nascidos em épocas mais propícias para uma boa alimentação, condições climáticas também mais favoráveis à criação, bem como o controle dos reprodutores desde a desmama, com anotações regulares sobre estado de saúde, desenvolvimento, peso, pelagem, etc.

Se fizermos uma boa escolha dos reprodutores, já estaremos bastante adiantados ao iniciarmos as práticas de reprodução. Para isso, porém, é necessário que todos os reprodutores sejam identificados individualmente, por um número ou nome e que haja um controle de sua vida, das coberturas, da descendência, etc.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb