Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Projetos paisagísticos para jardins

autor: Redação RuralNews
data: 08/04/2016

Apreciando uma paisagem natural, vislumbramos os elementos componentes como a vegetação, o tipo de solo e seu perfil, as rochas e as fontes de água como rios, lagos, etc. Esses são os elementos que irão compor qualquer projeto paisagístico de jardins e outras áreas nas quais serão trabalhados os elementos naturais. 

Grande é o número de espécies de vegetação que podem ser cultivadas e devem ser escolhidas de acordo com a localização do conjunto do qual farão parte, ou seja, jardins ou locais ajardinados, inclusive áreas em ambientes internos.

Os jardins devem manter uma certa harmonia com o meio ambiente sendo necessário levar em consideração a flora e a fauna nativa da região em questão, além de outros fatores como o clima, temperatura média, umidade relativa do ar, conformação do solo, etc.

Conhecidos esses elementos, poderão ser definidas as plantas a serem cultivadas, mas com prioridade para as já existentes no local, se for possível. Quando, porém, novas plantas precisem ser introduzidas na área, devem ser a elas oferecidas condições semelhantes às do seu habitat natural. Além disso, devemos atentar para as diversas características das plantas, como a floração que, por exemplo, no caso do ipê, pode ser amarela, roxa ou de outras cores.

Outras características também podem ser utilizadas na seleção das plantas : seu desenvolvimento e tipo, sua conformação ou porte, tipo de tronco (que pode ser fino ou grosso, liso ou rugoso), velocidade e tipo de crescimento, formato, cor, queda das folhas e flores, tamanho e tipo das raízes, etc. Além dessas características temos, ainda, a produção de flores, de frutas e de perfumes dos mais variados, podendo produzir aromas mais ou menos intensos.

Podemos, também, cultivar nos jardins plantas que, além de decorativas, são muito utilizadas como chás, temperos, condimentos ou na produção de perfumes. Podemos dar como exemplo a "dama da noite", que é uma planta que produz um intenso e agradável perfume, que torna-se mais forte durante a noite.

Outro fator muito importante em um jardim é o colorido que ele pode apresentar e que pode ser mais ou menos variado ou intenso, de acordo com as espécies de plantas e flores cultivadas, podendo nele existir as cores branca, amarela, vermelha, rosa e outras, de rosas, ipês, margaridas, lírios, etc. O principal para iniciar o cultivo é a obtenção e a utilização somente de mudas muito boas.

O jardim é um fator decorativo que deve ser harmonioso com o meio ambiente e não apenas um grupo de plantas colocados em um pedaço de terreno, sem nenhum planejamento ou composição racional. Os tamanhos e formas das plantas devem ser escolhidos de acordo com a área a ser jardinada e, como já mencionamos, com as características do terreno. Desta forma, o projeto paisagístico poderá ser composto de plantas rasteiras, cercas vivas, árvores de médio ou grande porte, trepadeiras, flores e componentes sem vida, com pedras, grades para a condução de trepadeiras, além de diversos outros acessórios para a composição paisagística.

Não devemos colocar um número muito grande de plantas, pois um belo jardim não depende da quantidade e sim da qualidade, diversidade e harmonia do projeto. O ideal é que o jardim integre o panorama do qual faz parte, estando em plena sintonia com o local, inclusive com as fontes de água nele existente, que poderão ser lagos, rios, fontes ou chafarizes, cascatas etc.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb