Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Contenção e transporte das rãs

autor: Dr.Márcio Infante Vieira
data: 28/04/2016

Como segurar e carregar as rãs

Para lidar com animais, devemos saber como segurá-los ou contê-los o que, no caso das rãs, é muito fácil pois basta colocarmos os dedos polegar e indicador, cada um por um lado da sua cintura e com o apoio do resto da mão, mas apertando apenas o necessário para que não escorreguem e escapem. As rãs ovadas devem ser contidas com todo o cuidado, para não comprimir sua "barriga".

Desovas
 
A colheita das desovas deve ser feita à tarde, no mesmo dia da postura, com todo o cuidado e delicadeza, utilizando-se de uma vasilha esmaltada para que a desova não fique aderida como acontece, às vezes, quando a bacia é de plástico. Após a colheita, pode ser levada na mesma vasilha, para o tanque de eclosão, quando a distância for pequena, no mesmo ranário.

Na hora em que for colocada no tanque, devemos tomar cuidado para que a água da vasilha e a do tanque estejam mais ou menos com a mesma temperatura, para evitar choques térmicos, quando elas forem muito diferentes.

Para viagens, devemos usar sacos plásticos, de polietileno, cheios de água do tanque em que estava a desova, mas até ¼ de sua altura, ficando o resto do espaço para ser inflado com ar ou oxigênio, quando a viagem for mais longa. Os sacos utilizados e a técnica são os mesmo para o transporte de peixes.

Rãs novas e adultas
 
Devem ser colocadas em caixas de isopor com um pouco de água ou então com o fundo forrado com materiais encharcados de água, como musgos ou mesmo um tapete de espuma de náilon, pois o que não pode faltar é a água, porque sem ela, as rãs morrem.

Outra técnica é colocá-las em caixas de madeira com 2 lados de tela de 2cm de malha e o fundo forrado com musgo verde, bem úmido. Além disso, devemos evitar o calor, sendo melhor transportá-las à noite e mesmo assim, o musgo deve ser molhado algumas vezes.

Chegando ao destino, as rãs devem ser soltas perto da água e não diretamente dentro dela. As que chegarem "moles" ou "abatidas", devem receber pedacinhos de fígado fresco, na boca, mas sem feri-las, para que se reanimem.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb