Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Vacine seus animais e evite prejuízos

autor: Redação RuralNews
data: 01/09/2017

 
A maior garantia para que o pecuarista tenha sucesso em sua criação e obtenha lucros satisfatórios é a saúde de seus animais. Animais doentes não dão lucros, pois a produção diminui, para ou então o prejuízo é total, com a morte do animal. O melhor é evitar que eles fiquem doentes. Para isso, várias são as medidas a serem tomadas como, entre elas, a insubstituível vacinação.

Em algumas regiões não é mesmo possível criar animais se não forem vacinados contra determinadas doenças. O emprego de vacinas, portanto, deve ser uma prática de rotina em todas as criações pois representa, para o criador, uma garantia contra um grande número de doenças.

Em uma criação bem organizada deve haver um plano geral de vacinações, de acordo com a espécie animal e as doenças existentes na região. É preciso, porém, que a vacina seja aplicada como rotina e não somente quando aparece a doença pois, muitas vezes, quando ela é aplicada o animal já está contaminado e fica doente de qualquer forma, porque a vacina só faz efeito alguns dias depois de ser tomada. Além disso, se o animal já estiver doente e tomar a vacina, pode piorar ou sofrer graves acidentes.

Em criações nas quais existam registros dos animais, contendo data do nascimento, coberturas, épocas em que já foram vacinados, etc., um plano geral de vacinações pode ser muito facilmente organizado, o que concorre para o sucesso desse meio de defesa contra as doenças. É necessário, ainda, que o criador adquira as vacinas com antecedência para que, quando necessário, já as tenha à mão.

Para a aplicação correta das vacinas, o criador deve observar, entre outros, os seguintes pontos:

- quais as doenças contra as quais devem ser vacinados os animais;

- em que época elas aparecem;

- quais os seus sintomas;

- quais as espécies de animais por elas contaminadas;

- em que idade elas atacam os animais;

- como aparecem nos rebanhos e

- como se transmitem entre os animais.

Além disso, devem ser observados alguns cuidados em relação à vacina e à vacinação propriamente ditos. Esses cuidados são os seguintes:

- dar a vacina certa para cada uma das doenças;

- só usar vacinas de boa procedência, isto é, fabricadas por laboratórios de confiança ou de renome;

- aplicar somente vacinas que ainda estejam dentro do prazo de validade, nunca vacinas velhas ou que já estejam vencidas, pois nestes casos elas não mais fazem efeito, os animais ficam como se não tivessem sido vacinados e, portanto, sujeitos a pegar a doença. Toda ampola de vacina contém a data de validade;

- prestar bastante atenção para não usar vacinas estragadas, que podem causar grandes males e até mesmo a morte dos animais;

- como existem vários métodos de vacinação, o criador deve verificar, com cuidado, como deve aplicar a vacina, se por injeção, pela boca ou qualquer outra via;

- no caso mais comum, que é o das injeções, todo o material de aplicação, isto é, a agulha e a seringa devem ser descartáveis e o lugar da injeção deve ser desinfetado com álcool, iodo ou qualquer outro desinfetante.

Além dos já citados, devem ser observados os seguintes cuidados:

- só fazer a vacinação normal dos rebanhos em dias firmes, não muito frios ou em dias chuvosos;

- não vacinar em dias de banhos carrapaticidas;

- não fazer as vacinações em dias de curar o gado contra bernes;

- não vacinar animais doentes.

A vacinação dos animais deve ser orientada por um médico veterinário experiente, para que todos estes fatores e cuidados sejam avaliados adequadamente.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb