Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Como fazer um jardim

autor: Redação RuralNews
data: 25/05/2018

A formação de um jardim depende de vários fatores, entre os quais, o local do terreno, a sua área ou tamanho, a sua conformação, topografia ou perfil, qualidade ou composição do solo, etc. Depende também, logicamente, do desejo, gosto ou necessidades do seu dono e o uso a que se destina.

De acordo com o tamanho ou a área do jardim a ser feito, devemos dispor de uma série de ferramentas e utensílios, como os seguintes: enxada, enxadão, pá comum, pá de jardineiro ou direita, ancinho, regador, carrinho de mão, soquete, tesoura para poda, estacas ou piquetes de madeira ou bambu, com 40 a 60cm de comprimento e 2 a 4cm de grossura, rolo de cordinha e uma trena. Esses utensílios ou equipamentos e possivelmente outros, serão utilizados depois da criação do jardim, para a sua manutenção e outros serviços necessários.

Nos pequenos jardins, as passagens podem ter de 60cm a 1m de largura, para pessoas e de 2,5m para carros. Neste caso, para obtermos um resultado mais preciso, deve-se medir a largura de um carro que passará por este caminho e deixar um espaço maior, por segurança.

Sarjetas

Outro problema que deve ser resolvido é o escoamento das águas das chuvas e das regas, principalmente das que invadem os caminhos e estradas. A solução para isso é a construção de sarjetas, que nada mais são do que canais rasos e estreitos, que podem variar de largura, podendo ter 20cm de largura, nos pequenos jardins, o que normalmente é suficiente para o escoamento das águas. Quando as sarjetas são insuficientes, não dando vazão às águas, podemos lançar mão das caixas de escoamento ou bueiros.

Diques

São obstáculos construídos nas sarjetas e se destinam a desviar para fora dos caminhos e das sarjetas, todo o excesso de água, principalmente das chuvas. Para que eles possam apresentar os resultados desejados, no entanto, só podem ser construídos nos trechos das sarjetas em que suas bordas exteriores não sejam altas demais. Na sua construção são muito empregados blocos de terra cobertos de grama, pois esta vai se enraizando, tornando-os firmes.

Terminado o acabamento das sarjetas, já pode ser dado o perfil do leito dos caminhos ou estradas, normalmente abaulados para as suas margens, o que pode ser feito pela consolidação e compressão, com a utilização de soquetes ou compressores ou, ainda, por algum tipo especial de pavimentação.

Pavimentação das passagens

Antes de ser feita a pavimentação dos caminhos ou passagens, devemos espalhar a terra sobre o seu leito, dando-lhe o perfil desejado. Depois, comprime-se a terra colocada sobre ele, espalhando-a com uma enxada, criando, assim, a forma desejada.

Terminada a preparação do leito das passagens, podemos fazer a sua pavimentação com pedras mais ou menos aparelhadas, lajotas de concreto ou de cimento, seixinhos lavados ou outros materiais adequados para esse uso.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb