Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Controle da umidade nos canteiros das minhocas

autor: Redação RuralNews
data: 01/08/2017

 
É necessário e muito importante manter o canteiro sempre úmido, com uma umidade em torno de 70 a 85% e, de preferência, 60 a 70% nos canteiros ao ar livre e de 60 a 65% nos canteiros internos ou protegidos por cobertura, o que ajuda, também, a manter a temperatura adequada às minhocas.
 
Quando a umidade é insuficiente, as minhocas fazem de tudo para fugir dos canteiros, pois isso lhes é muito prejudicial, porque elas ficam com o seu tegumento ("pele") ressecado, dificultando a sua respiração cutânea. Além disso, a falta de umidade ou de água pode até mesmo matá-las, pois eleva a temperatura do canteiro e, quando ela atinge 32ºC, as minhocas se desidratam.
 
Muita umidade, no entanto, além de prejudicar as minhocas, dificulta a sua separação do esterco ou do composto. Quando a colheita é realizada, 45 dias depois da colocação das minhocas no canteiro, toda a cama é recolhida junto com as minhocas e é passada em uma peneira com malhas de 4mm, ficando o composto com uma textura mais uniforme. Este processo pode ser seriamente prejudicado, quando há um excesso de umidade no canteiro.
Quando a temperatura atinge 22ºC, o canteiro deve ser regado, para evitar que ela se eleve ainda mais. O melhor é regar o canteiro 2 a 3 vezes por semana, quando necessário, para manter sempre a umidade adequada.
Se a umidade estiver muito elevada, os canteiros ficam molhados ou encharcados e as minhocas tentam fugir dele. Quando, porém, não o conseguem, se juntam, ficam emboladas ou enoveladas e morrem "afogadas".

 
Teste prático para controle da umidade

 
Para verificar se o grau de umidade no canteiro é satisfatório ou adequado para as minhocas, temos 2 métodos bastante práticos e simples. O primeiro é o seguinte:
- pegar um punhado de "terra" do canteiro e espremer bem forte, com a mão.
Se escorrer água, é sinal de que a cama está úmida demais ou até molhada. Quando, no entanto, saírem apenas algumas gotas de água, entre os nossos dedos, é sinal de que o grau de umidade é satisfatório.
 
 
O segundo método é bem diferente, mas simples, bastando:
 
 
1- encher uma lata com material da cama do canteiro e pesá-la; 2- deixar essa cama, já pesada, secar ao sol ou então aquecê-la; 3- pesá-la novamente, depois de seca, e verificar a sua perda de peso pois, essa diferença para menos significa a percentagem de umidade da cama ou do canteiro.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb