Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Como Preparar Enxertos de Rosas

autor: Redação RuralNews
data: 25/04/2014

 
Existem vários tipos de enxertos, mas aconselhamos o enxerto de borbulha, isto é, tiramos a gema ou borbulha da roseira que queremos multiplicar e a enxertamos em um cavalo, ou seja, outra roseira que servirá de porta-enxerto. Para isso devemos:

1- verificar se o cavalo ou porta-enxerto está "dando casca", isto é, se sua casca não está lenhosa demais ou ainda não permite que seja trabalhada por estar muito fina ou muito "grudada". Só estará "no ponto" quando a casca se soltar com facilidade;

 
2- com um canivete bem afiado fazemos um "T" o mais perto do solo possível, na haste que pretendemos enxertar;

 
3- cortamos um galho que tenha um botão da roseira que queremos reproduzir, escolhemos uma gema ou borbulha que esteja perfeita e com a sua camada protetora externa bem fechada;

 
4- com um canivete, tiramos essa gema com um pedaço (que deve ser mais ou menos do tamanho do "T", no cavalo), da casca da roseira e junto a folha da axila na qual se encontra a gema;

 
5- verificamos se, na casca atrás da gema não ficou um pedaço do lenho ou tronco e, com cuidado, o retiramos sem ferir a gema, puxando por uma das pontas;

 
6- pegamos a gema e a encaixamos dentro do corte em "T", mas que fique tudo bem aderido, debaixo da casca;

 
7- se preciso, cortamos o excesso de casca da borbulha;

 
8- com uma fita ou fio de náilon ou outro material qualquer, enrolamos o enxerto. Apertamos um pouco mas sem forçar, deixando a gema com a "ponta" livre, pois é dela que vai sair o galho.

Em duas ou três semanas, podemos verificar se o enxerto "pegou": se estiver bem verde, está tudo bem, e retiramos a fita que o prendia mas, se estiver escuro ou seco, é sinal de que a borbulha morreu. Nesse mesmo galho poderá ser feito outro enxerto.

Quando o cavalo está no ponto e fazemos o enxerto, devemos podar todos os outros galhos, deixando apenas o enxertado. Quando tiver 10cm de comprimento, devemos podar o galho em que se encontra, para que dele nasçam outros galhos. Depois, cortamos a haste acima do enxerto, uns 3 a 4cm e teremos, assim, uma nova roseira, com as mesmas características da roseira que forneceu a gema.

Todo o broto que nascer abaixo do enxerto chama-se "ladrão" e deve ser eliminado, porque rouba a seiva que deveria ir para o enxerto.

Podemos, também, fazer o enxerto em estacas de 25 a 30cm de comprimento e depois plantamos da mesma forma que o fazemos com as estacas para cavalos. Para proteger o enxerto, antes de "pegar", podemos usar uma folha de roseira virada para baixo, para servir de telhado, evitando que ele tome chuva ou sol quente.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

  

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

ilustracao do produto DVD : Leite Agroecológico - Pastoreio Voisin & Homeopatia
R$ 103.00
em até 4x sem juros
botao compre
ilustracao do produto DVD : Hortaliças em Estufas
R$ 103.00
em até 4x sem juros
botao compre

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb