Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Pensacola - forrageira perene de fácil plantio

autor: Redação Ruralnews
data: 10/05/2019

 
A pensacola (Paspalum notatum Flüg) é uma gramínea perene originária da Argentina que, depois de descoberta, foi devidamente melhorada para que os resultados no pasto fossem os melhores possíveis. Apesar de ser oriunda da Argentina, esta forrageira foi "descoberta" nos Estados Unidos, após ser levada acidentalmente para lá e, como foi encontrada no porto de Pensacola, no Estado da Geórgia, foi "batizada" com o nome daquela cidade.

Por ser originária da Argentina, a pensacola se adapta a climas temperados e temperados quentes e é relativamente resistente às geadas. Com essas características de adaptação climática, a pensacola já está bastante difundida em grandes áreas do Brasil, especialmente nas regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste. Nos Estados Unidos, é uma gramínea comum nos estados do Sul.

Os melhores solos para o plantio dessa forrageira são os areno-argilosos ou os argilo-arenosos, leves e permeáveis. Sua maior produção ocorre nos meses de primavera e verão, apesar de produzir bem em regiões com inverno mais ameno.

É uma gramínea que pode ser plantada, no Brasil, durante todo o ano, apesar da primavera ser a estação mais indicado para a semeadura. Utiliza-se, por hectare, 20kg de sementes, que devem ser de boa qualidade e que devem ser cobertas com uma fina camada de terra, para facilitar a germinação. A produção estimada por hectare/ano é de 8 a 10 toneladas de matéria seca e de 30 a 35 toneladas de massa verde, de acordo com o clima da região, as características do solo e a adubação utilizada.

Sua composição nutritiva para o gado não é das melhores, mas dá bons resultados, principalmente se for plantada consorciada com outra gramínea perene como o capim-de-Rhodes, servindo bem, desta forma, para a engorda de novilhos e para eqüinos. Além disso, a pensacola é capaz de produzir em áreas nas quais a produção de outras forrageiras seria muito difícil, principalmente pela sua adaptação aos climas mais frios e a sua resistência às geadas.

O plantio consorciado é uma ótima alternativa para aumentar o valor nutritivo dos pastos, podendo ser utilizados, como já foi citado, gramíneas perenes, além de leguminosas. Podemos consorciar a Pensacola com o azevém, alcançando ótimos resultados em valor nutritivo no final do inverno e durante toda a primavera.

Para que uma boa produção seja alcançada, podemos adubar a área semeada com uréia, por cobertura, caso as características do solo permitam. A utilização da uréia por cobertura é um recurso muito importante para garantir uma boa produção e produtividade, devendo ser utilizados cerca de 200kg de uréia por hectare.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb