Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

A importância das colheitadeiras na produtividade

autor: Redação RuralNews
data: 24/05/2018

O processo de produção agrícola é bastante complexo, principalmente nas grandes e médias lavouras, que produzem de maneira competitiva, com grande produção e alta produtividade. Neste processo, a colheita é uma das etapas mais importantes e é exatamente nela que a mecanização é vital para sua realização eficiente, com poucas perdas e com velocidade, para que a comercialização possa ser feita o mais rápido possível. A velocidade é realmente importante, para que o produtor possa obter, mais rapidamente, o retorno do capital investido e os lucros da safra.

Desta forma, as colheitadeiras utilizadas devem apresentar as características mais apropriadas, tanto para o tipo de produção, quanto para o tamanho da área cultivada. Essas máquinas são utilizadas, principalmente, nas grandes e médias lavouras de grãos, commodities como a soja, por exemplo, que precisam ser cultivadas com a maior eficiência possível.

A adequação das colheitadeiras deve ser analisada tanto pelo o tipo de cultura (soja, milho, trigo, algodão, arroz, etc.), quanto pelas características específicas da lavoura. É extremamente importante, do ponto de vista econômico, que sejam utilizadas colheitadeiras com capacidade adequada, isto é, máquinas que não sejam demasiadamente grandes, com motores muito potentes, com capacidade de limpeza e armazenagem de grãos acima do que será necessário para o porte da lavoura. Isso aumenta os custos por hectare, muitas vezes, inviabilizando economicamente toda a operação.

Em contrapartida, as colheitadeiras utilizadas também não devem apresentar características inferiores às das necessidades específicas da lavoura para que, também, não haja um aumento nos custos. Isto acontece quando o agricultor compra uma ou mais colheitadeiras que, por exemplo, possuam um tanque graneleiro com capacidade inferior à necessária, o que acarreta paradas mais freqüentes para descarregar. Outro problema que pode acontecer quando adquirimos uma colheitadeira com capacidade inferior é o gasto de combustível: não só quando compramos uma máquina com motor muito mais potente mas, também, quando adquirimos uma com motor muito "fraco", há um gasto adicional de combustível, pois esse motor terá que trabalhar em excesso, em rotações mais elevadas e por mais tempo, aumentando o gasto com combustível, além de aumentar o próprio desgaste da colheitadeira, que terá uma vida útil menor do que deveria.

Nas grandes lavouras, o grau de sofisticação das colheitadeiras deve ser o maior possível, para que a operação de colheita seja feita com a maior eficiência. Não deve ser encarado como "gasto excessivo" o investimento em colheitadeiras com tecnologia de ponta. Na verdade, este investimento deve ser encarado como uma garantia de alta produtividade, baixas perdas e um maior retorno sobre o investimento feito na lavoura.

Devemos lembrar que, principalmente nas grandes lavouras, uma colheitadeira pode ser adequada em uma colheita e já não ser na seguinte, pois pode ter sido lançado um novo modelo, que se adeqüe melhor às necessidades daquela lavoura, especificamente. Além disso, é importante ressaltar que, para melhor adequar uma colheitadeira às suas funções, muitas vezes, basta a instalação de um novo acessório. Isto está acontecendo muito, principalmente, com acessórios eletrônicos, que ajudam no controle da colheita e aumentam a produtividade das tarefas.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb