Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Principais doenças nos caprinos

autor: Redação Rural News
data: 20/01/2020

Os caprinos possuem uma boa resistência quanto às doenças, principalmente quando recebem bons cuidados de higiene e de alimentação. No entanto, estes animais podem ser atacados por moléstias causadas por vírus, bactérias e também por parasitas. Alguns exemplos de doenças são a broncopneumonia, a brucelose, a febre aftosa, a papilomatose e o empanzinamento. Quanto aos parasitas, alguns são o berne e a sarna dermodécica.

Broncopneumonia: Doença que ocorre em épocas de frio causada por bactérias.  Ocorre quando os animais estão mal abrigados e mal alimentados. Os principais sintomas da broncopneumonia são a tosse seca, a respiração difícil, o corrimento nasal e os pelos ásperos e eriçados. Além disso, o animal contaminado emagrece com rapidez.

Brucelose: Moléstia causada por bactérias que ataca não só os caprinos, mas também, os humanos. Tomar leite cru de cabra com brucelose é uma das formas de se contrair a doença. As cabras contaminadas diminuem a produção de leites e de filhotes, além de terem um alto risco de aborto no quarto mês da gestação.

Febre aftosa: Causada por vírus, a febre aftosa também ataca os bovinos e o homem. Não é uma doença comum em caprinos. Nestes animais, os principais sintomas são a febre alta, vesículas na boca, nas unhas e no úbere, saliva abundante e baba.

Papilomatose: Também conhecida por verrucose, a papilomatose ataca diversos animais, além do homem. Os animais mais jovens estão mais propícios a contraírem essa doença, causada por vírus. Os sintomas são o aparecimento de pequenos nódulos que crescem e se multiplicam a ponto de formarem um aglomerado de verrugas escuras. Estas aparecem sempre na cabeça, no pescoço, no úbere e nos membros.

Empanzinamento: Ocorre quando o animal come muitos alimentos concentrados e não bebe água suficiente. A falta de sal na alimentação dos caprinos também leva à doença. A cabra com empanzinamento apresenta a barriga volumosa e o animal deixa de comer, de ruminar e fica quieto.

Berne:  A mosca berne, ao depositar seus ovos em outras moscas, permite com que estas, ao sugarem o sangue dos caprinos, possibilitem a entrada de larvas na pele dos mesmos. Depois de se desenvolverem, as larvas formam nódulos, que se transformarão em feridas. Os animais doentes sentem-se fracos e permanecem quietos.

Sarna dermodécica:  Também conhecida por bexiga, causa nódulos na pele do animal. Os nódulos são de tamanhos variados e surgem na região do pescoço, nas paletas, no antebraço e nas costelas.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb