Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Produção e comercialização de hortaliças

autor: Redação RuralNews
data: 26/03/2020

Para que o horticultor ganhe dinheiro com as suas atividades é necessário que produza as suas hortaliças utilizando as técnicas mais avançadas, obtenha a melhor qualidade possível e uma produção com regularidade, visando atender da, melhor maneira, o comércio, ou seja, os compradores.

O ideal é que os compradores estejam localizados bem próximos das plantações, para que os produtos cheguem o mais rápido possível, ainda bem frescos, e por menores preços aos consumidores. Além disso, chegarão ao consumidor final mais saudáveis e com um aspecto bem mais agradável.

Como nem todas as hortaliças são produzidas em locais próximos aos consumidores finais, elas são encaminhadas aos centros de abastecimento, distribuidores de produtos hortifrutigranjeiros, conhecidos como CEASAs. Entre todos os que existem no Brasil, o maior é o de São Paulo, que também é o maior da América Latina.

Os comerciantes que se estabelecem nos CEASAs são intermediários, que exercem uma atividade muito importante, pois adquirem as mercadorias, ou seja, as hortaliças produzidas em todo o Brasil e as revendem aos comerciantes interessados.

O consumo de hortaliças é ininterrupto em todas as regiões do Brasil. Por esse motivo, há uma intensa circulação de muitas hortaliças de uma região para outra. Isto acontece porque, quando há a diminuição ou mesmo a interrupção da produção em uma determinada região, a demanda local pode ser suprida com hortaliças produzidas em outras partes do País.

As hortaliças poderiam ser produtos bem mais baratos para os consumidores, se não fosse o seu tipo de comercialização, do qual tomam parte, no mínimo, sete fatores:
 
- Produto;

- Transporte;

- Intermediário rural ou "atravessador";

- CEASAs;

- Distribuidores regionais;

- Revendedores (quitandas, mercearias, supermercados, etc.);

- Consumidor final.

O aumento do preços de hortaliças no Brasil é devido, também, ao alto custo do transporte e um enorme desperdício, que já está sendo fortemente combatido pelos próprios produtores, intermediários e revendedores.

Devido à uma série de fatores, o consumo de hortaliças, por habitante, no Brasil é muito baixo, se o compararmos, por exemplo, com o consumo em países europeus e no Japão. Isto ocorre, principalmente, devido aos custos, geralmente elevados, pois os produtores não conseguem colocar os seus produtos diretamente no mercado e, também, pelo fato de serem perecíveis e haver um grande desperdício.

Esses inconvenientes podem ser neutralizados, em boa parte, com o emprego da plasticultura, ou seja, o uso do plástico como cobertura direta nas plantações ou na construção de galpões, dentro dos quais são feitos os plantios das hortaliças. Naturalmente, o produtor deverá conhecer o mercado para verificar se haverá compensações ou lucros, mesmo com os custos adicionais que terá pelo emprego dessa técnica que, ainda, permitirá uma produção durante todo o ano.

Importante, também, é saber comercializar os seus produtos, procurando possíveis clientes, como supermercados, quitandas, feirantes, etc. e apresentando a sua mercadoria da melhor maneira possível, não só no que diz respeito à qualidade dos produtos mas, também, às suas embalagens. Muitos produtos já vem das plantações muito bem embalados como, por exemplo, os morangos em caixinhas ou algumas verduras, como a alface e a rúcula.

O ideal, também, é que o horticultor venda os seus produtos para mais de um comprador, para que, caso tenha algum problema, não dependa de uma única fonte de receita.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb