Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

O ovo na alimentação

autor: Redação RuralNews
data: 13/04/2015

Os ovos mais empregados na alimentação humana são os das aves, principalmente os de galinhas, codornas, marrecas e patas. É através dos ovos que as aves se reproduzem, mas é necessário que eles sejam fecundados, férteis ou, como é dito popularmente, "galados", o que ocorre pelo acasalamento do macho com a fêmea.

Os povos mais antigos, como os egípcios e hebreus, por exemplo, já o utilizavam e o consideravam, mesmo, quase como um alimento sagrado, pois acreditavam que, para se transformar em um animal completo, o ovo, certamente, possuía forças ou poderes sobrenaturais.

Esses povos tinham realmente razão quando pensavam dessa maneira pois, como já está provado, o ovo tem um elevado valor nutritivo e não só se transforma em um novo ser, nesse caso uma avezinha, como ainda a sustenta durante várias horas depois do nascimento.

O hábito de comer ovos já com embriões de pintos é muito antigo na China. Está provado que o ovo é, realmente, um alimento completo e que contém todos os elementos nutritivos, desde que seja completada a sua formação. Ele é uma verdadeira cápsula ou depósito de elementos indispensáveis à vida, pois o embrião nele contido tem que se desenvolver e se alimentar independentemente do organismo materno.

O ovo, não só possui todas as substâncias necessárias, mas também, e o que é de grande importância, elas guardam uma determinada proporção ou equilíbrio entre si, fornecendo, por isso, uma bem equilibrada alimentação.

Quanto à digestibilidade, outro fator de grande importância nos alimentos, o ovo a apresenta em elevado grau, bastando citar que 97% de seus elementos nutritivos são aproveitados pelo organismo.

Portanto, não só é recomendável, mas é necessária a inclusão do ovo na alimentação humana e principalmente para crianças em crescimento ou em idade escolar, gestantes e mães em aleitamento.

O ovo é rico em proteínas, minerais como o cálcio, fósforo e ferro, além das vitaminas A,B,D, riboflavina, niacina e ácido pantotênico.

As diversas espécies de ovos

Como é grande o número das espécies de aves existentes em todo o mundo, é grande a variedade de ovos. Eles apresentam as mais diversas características de cor, peso, tamanho, cheiro, gosto, valor nutritivo, etc., o que ocorre até mesmo dentro da mesma espécie. Como exemplo podem ser citadas as galinhas de raças mediterrâneas, que produzem ovos de casca branca, enquanto os das americanas ou asiáticas são marrons-claros ou avermelhados e os das nossas galinhas caipiras são de cores variadas, mas com tendência a serem claros. Existem casos de galinhas comuns ou caipiras que botaram ovos azuis. A cor da casca é um fator racial hereditário e nada tem a ver com o valor nutritivo do ovo.

Quanto aos seus pesos, os do aepyornis, animal pré-histórico, pesavam 12kg. Atualmente, temos os seguintes pesos para os ovos produzidos pelas diversas espécies de aves, a seguir:

- avestruz: 1.400gr;
- cisne: 285gr;
- ganso: 215gr;
- pavão: 90gr;
- peru: 85gr;
- marreca: 80gr e
- galinha: 50gr.

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb